Follow by Email

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Poeminha de Natal e algo mais

                                     POEMINHA DE NATAL

  O amor dá frutos
            na árvore da sala.
            Entre rumor e silêncios,
            o coração fala.

                              Pouco importa
                              se é ou não sincero
                              o que ele diz;
                              aquém da porta,
                              a ordem é ser feliz.

                              (Triste de quem, do lado de fora,
                               vaga sem rumo nesta hora).

                                 ****

                   O apreço não se mede
                   pelo preço do presente.
                   Se o amigo é mesmo caro,
                   o que conta no regalo
                   é o “barato” que se sente.
                                ****
                                       Haicais

                                           1
                              Ano-Novo é tempo
                              de muitas promessas:
                              bolhas de champanhe.
                                
                                          2
                    Na canção do tempo
                    falta uma nota só.
                    O tempo não tem dó.

                                3
                   Bom é entrar num novo ano!
                   Ninguém se importa
                   de passar em branco.