sábado, 1 de outubro de 2016

Diálogos (14)

   O compadre da cidade encontra o do interior e se queixa:
 -- Ah, esse mundo cibernético... O meu filho passa o dia na Rede. E o seu?
 -- O meu também. E não para de se balançar.  
 ****
-- Joãozinho, na frase “Pedro se perdeu no shopping”, como se classifica o sujeito?
-- “Desorientado”, professora.
 ****
-- Segundo Freud, as mulheres têm inveja do pênis.
-- Não do meu.
 ****
-- Mamãe, Luisinho me chamou de galinha!
-- Eu não chamei você de galinha. E pare de cacarejar!
 ****
-- Aquele filme me fez sonhar.
-- Já sei, lhe emocionou.
-- Não! Dormi. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arte e liberdade