Follow by Email

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Descoberta

Enterrei meu pai em mim.

E hoje à beira do seu túmulo
(que sou eu)
choro lágrimas que não tenho,
rezo a prece que não digo,
ouço a voz que me calou.

Um no outro soterrados,

descobrimos o amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário